16.5.11

Man count

Pergunto-me se chocaria as pessoas se contasse com quantos homens já dormi, perdão, com quantos homens já fodi. Pergunto-me se achariam mais aceitável se todos eles tivessem sido meus namorados. Será que é menos grave uma mulher já ter fodido com vários homens com quem namorou ou não tendo desenvolvido qualquer relação com eles? É que namorado, não tive nenhum. A partir de quantos é que uma mulher passa a ser uma devassa? Acontece-me ter de puxar pela cabeça para enumerar os homens com quem fodi. Não porque tivessem sido muitos, mas porque não significaram nada, além de sexo. Mas já agora, quantos é que são muitos? Quem é que define esse número? Serei uma devassa aos olhos de muitos, é-me fácil foder com homens que não pretendo conhecer profundamente, não preciso sequer de os conhecer profundamente, é-me fácil dar a conhecer o meu corpo. A minha alma, no entanto, está guardada a sete chaves, nunca nenhum deles a viu.

14 comentários:

Pulha Garcia disse...

A devassidão não se vê por aí, mas na forma como alguém trata os outros.

(Muitas vezes teria eu preferido só dormir. Ter-me-ía esfodaçado menos.)

Junkie Jones disse...

Mas que post tão chocante ó Jaquelina, achas mesmo que havia necessidade ?

Mas vou dar-te a minha opinião sobre quantos são muitos.

Muitos é quando achas que a coisa começa a tomar contornos de degradante, aí atingiste o numero muitos.

jacklyn disse...

Caro Pulha, I knew you'd get it :)

jacklyn disse...

Junkie, isso dos contornos degradantes não esclarece rigorosamente nada. Consegues ser mais claro? E se te sentires chocado tens bom remédio, estás à vontade.

Bípede Falante disse...

Ninguém precisa de números, mas os meus já dão uma matemática, graças a deus!!! ahahahaha

jacklyn disse...

Bingo querida Bípede, foste ao cerne da questão ;)

Junkie Jones disse...

Como é que posso ser claro, minha cara Jaquelina, quando me perguntas sobre um conceito subjectivo ?

Muitos pode ser muito mais que suficiente, mas também há quem ache que muitos nunca são demais.

É contigo, se te sentires bem com a situação, não serão muitos, serão os suficientes, digo eu.

Agora essa da alma, Jaquelina, guarda-a bem, não vá alguém fodê-la também.

jacklyn disse...

Era precisamente aí que eu queria chegar Junkie, à subjectividade do conceito, e falarmos em "degradante" ou "suficientes" ou "demais" continua a ser completamente subjectivo. Mas que uma mulher com muita experiência nesse campo e refiro-me concretamente ao número de parceiros que já teve, continua a fazer confusão a muitos homens. Será insegurança talvez, o medo da comparação, será? O que será realmente?

Bípede Falante disse...

Junkie Jones, querendo ou não, todo mundo tem de vez em quando a alma fodida. Ah, tem. Se não tem, que se belisque para ver se ainda está vivo.

Junkie Jones disse...

Minha cara Jaquelina, não sei estás a ver bem a coisa, não estás muito bem a ver como funciona a mente masculina.

Mas eu digo-te, que se faça luz nesse teu cérebro.

Um gajo, quando uma gaja se chega à beira dele e lhe diz que já fodeu com bués da gajos, o que um gajo pensa, sem estar a particularizar a situação, é "olha que ganda puta", e não vai estar minimamente preocupado com se faz boa figura ou não, dá a queca o melhor que lhe souber, e não o melhor que souber, capice ?

Lolita disse...

Jacklyn, sua devassa!!!
Sabes o que te digo? Há por aí uma data de homens com uma tolerância muito alta para a estupidez e a bestalhice. Gajos assim são com'ós balões, basta uma simples picadela e eles rebentam com uma facilidade incrível!!!
Portanto, minha promiscuazinha, é fodê-los enquanto estão "cheios", porque depois de "vazios", já não servem para nada!!
Quantas vezes?? ei pá, as vezes que te apetecer, o melhor que souberes e como melhor te souber!! A alma, é que deve permanecer guardada a sete chaves ;)

Ahh, é verdade, os outros tais, os que são com´ós balões, o melhor mesmo é deixa-los ao sabor do vento, porque o próprio ar que os sustenta, acabará por dar cabo deles ... ho ho ho!! it's not santa claus, it's Lolita laughing out loud

Olha a dieta, olha dieta ;))

jacklyn disse...

Caro Junkie, acho que tu é que não estás a ver bem a coisa. Primeiro falas de mulheres que se abeiram de homens e dizem que aquilo que nenhuma mulher com dois dedos de testa diz, mas se conheces mulheres assim aceito, eu não conheço nenhuma. Depois, referes precisamente o tipo de homem que não interessa às tais mulheres com dois dedos de testa. Foste buscar portanto os exemplos mais distantes do assunto a que me referia. Mas tudo bem, fiquei esclarecida quanto ao funcionamento da mente masculina, pelo menos da tua, fiquei.

jacklyn disse...

Olá Lolita. Tomei nota :)

Junkie Jones disse...

Pois tens razão cara Jaquelina, mas só em parte, porque a minha opinião foi dada perante as afirmações que tinhas feito, e não perante as mulheres que conheço, e disse-te o que achava que a generalidade dos gajos pensa perante tais afirmações.

Era daí que vinha a conversa.

Tens razão em parte, porque eu não tenho nada que achar que sei o que pensa a generalidade dos gajos sobre tal coisa.

Generalizar é mau, mas é o que está mais à mão.